O melhor do país são os brasileiros

Meu texto foi publicado no Jornal do Leitor do Jornal impresso O Povo em 12 de julho de 2017.

O Brasil “quebrou a Internet” com o clipe Swish Swish Bish, música da Katy Perry, em que a Gretchen apareceu como estrela principal, o vídeo foi lançado segunda-feira, dia 3 de julho e, em menos de 24 horas, já estava com mais de 5 milhões de visualizações. E, como o melhor do Brasil são os brasileiros, claro que o complemento à apresentação da rainha do bumbum (e dos gifts) são os milhares de comentários hilários.

Nosso país é conhecido como o país do Carnaval, mas, na verdade, é o país da zoação, zoamos com o 7 x 1, zoamos com a Gretchen fazendo fama internacional e zoamos com a política bizarra que temos. Entre guerras internacionais de memes e delações premiadas, o brasileiro está rindo para não chorar da desgraça política em que nos encontramos. Ah, e antes que eu me esqueça: Fora Temer!

Online em: O Povo

Publicidade

Seu marido deixa?

Sou adepta dos cabelos curtos, considero um verdadeiro charme mulheres que não perdem sua feminilidade ao usar o corte “Joãozinho”. Algo curioso é que sempre escuto “seu marido deixa você cortar os cabelos?” E, mesmo sendo uma pergunta recorrente, nunca entendi o real significado dela… Teria meu marido alguma posse sobre os meus cabelos ou ele se sentiria sexualmente ameaçado por namorar alguém com “corte de homem”? Suposições tão descabidas que nem as cogito.

Pensar em figuras femininas que usam os cabelos “Joãozinho” é lembrar-se de mulheres poderosas e independentes, como a Rainha Elizabeth, Princesa Diana, a Emma Watson e a Claire (de House of Cards), o empoderamento das mulheres de cabelo curto pode ser um reflexo positivo de uma sociedade que sofre da Síndrome de Sansão (aquela que vê com maus olhos o cabeleireiro que corta as madeixas dos clientes meio centímetro a mais do que o esperado).

Texto originalmente publicado no jornal O Povo, na edição do dia 14/12/2016 (link).