HQ | Mulheres na luta: 150 anos em busca de liberdade, igualdade e sororidade

BREEN, Marta; JORDAHL, Jenny. Mulheres na luta: 150 anos em busca de liberdade, igualdade e sororidade. São Paulo: Seguinte, 2019.

Mulheres na LutaLi essa HQ  para o clube de leitura Leia Feministas e me encantei, isso porque de maneira simples as autoras conseguiram fazer uma síntese sobre as ondas feministas e suas lutas, bem como pontuam nomes importantes que fizeram a diferença no movimento.

Estudar feminismo é fundamental para todos, pois nos mostra o quanto as mulheres são comumente postas em baixo do tapete pelos homens por pura insegurança da frágil masculinidade. As feministas não querem sair por aí peladas massacrando os homens, mas sim em busca de”liberdade, igualdade e sororidade” (teria pena se quisessem vingança, rs).

O movimento de luta é pessoal e ao mesmo tempo público, isso porque a consciência necessária deve estar tanto dentro de casa para evitar violência contra a mulher (moral, psicológica, financeira, física, etc) quanto na rua por meio de políticas públicas que visem a proteção da mulher e a mudança de perspectiva (fim da opressão dos homens, por exemplo) nas novas gerações (poderíamos fazer isso por meio da educação dos filhos?!).

A luta já aconteceu pelo voto, pelo estudo, pelo trabalho e agora pelo respeito… Vejam só, algo tão simples é motivo de um movimento porque os homens não conseguem respeitar o corpo das mulheres nem a sua liberdade. Diante disso, é óbvio a necessidade de continuar a estudar e a falar sobre o feminismo, por mais que essa palavra as vezes assuste a algumas pessoas (ainda precisamos quebrar alguns mitos, não?!).

Publicidade

Fusão do Leia Mulheres de Fortaleza com o Leituras Feministas

Olá, leitores!

Há quanto tempo, não?!

Pois bem, retorno ao blog com uma novidade para quem é de Fortaleza e regiões vizinhas: os clubes de leitura Leia Mulheres (LM) e Leituras Feministas (LF) agora serão intercalados.

Antigamente os clubes ocorriam no segundo (LF) e último (LM) sábado de cada mês, agora os encontros ocorrerão apenas no último sábado, sendo um mês para o LM e um mês para o LF, ficando assim:

  • Agosto – Leia Mulheres (As meninas, de Lygia Fagundes Telles)
  • Setembro – Leituras Feministas (Breve história do feminismo, de Carla Cristina Garcia)
  • Outubro – Leia Mulheres (A definir)
  • Novembro – Leituras Feministas (Feminismo para os 99%: um manifesto, de Nancy Fraster)
  • Dezembro – Leia Mulheres (A definir)

De certo modo, ficou melhor porque quem participa dos encontros do Leia Mulheres agora poderá conversar também sobre livros teóricos feministas além dos romances escritos por mulheres e o grupo em si deve aumentar também, já que haverá apenas um  dia por mês de encontro. A parte chata é que as indicações mensais de leituras foram reduzidas, mas nada que seja de outro mundo, rs.