Eu li: O princípio Dilbert, do Scott Adams

O princípio Dilbert é uma especie de almanaque satírico sobre o mundo corporativo. Se eu já me diverti horrores com as tirinhas do Dilbert, ler esse livro foi uma das experiências de leitura mais divertidas que já tive na vida.

dilbert.pngO problema (que não é tanto um problema assim) é que o livro é muito antigo, do final da década de 90, e acaba por tratar de coisas que não existem mais, como o disquete por exemplo.

Esse livro faz análises das relações sociais hierárquicas que existem dentro das empresas e fala a verdade do que acontece dentro do ambiente de trabalho de uma maneira exagerada e engraçada, o clássico “toda piada tem um fundo de verdade”.  Segue exemplos:

Quem nunca ouviu “vista-se para o emprego que você deseja, não para o que você tem”?

Ao contrário do que popularmente se acredita, quase sempre é a sua roupa que recebe a promoção, não é você. Você colhe os benefícios de ser a pessoa que está dentro dela. Vista-se sempre melhor do que os seus colegas, de forma que sejam as suas roupas as selecionadas para a promoção. E certifique-se de estar usando-as quando isso acontecer.

P. 81

Ande sempre com papéis e uma caneta em mão ao andar pelos corredores! Ah, Scott também discorre a incrível arte de roubar os suprimentos de escritório do colega de trabalho só para enriquecer o seu arsenal.

Nunca ande pelo corredor sem um documento nas mãos. Pessoas com um documento nas mãos parecem funcionários trabalhadores dirigindo-se para reuniões importantes. Pessoas que não carregam nada nas mãos parecem que estão indo tomar um cafezinho. Pessoas carregando jornal parecem que estão indo ao banheiro.

Acima de tudo, certifique-se de levar um monte de coisa para casa à noite criando assim a impressão de que trabalha até mais tarde.

P. 81

Antes de reclamar do salário, que tal conferir como anda a sua remuneração virtual? Não esqueça de contar todos os clipes, impressões e envelopes que você está usando para uso pessoal!

O seu salário hora médio parece que está encolhendo como uma camiseta de algodão barata.

Mentira!

A natureza tem um jeito de equilibrar isto. Você precisa considerar o quadro global de remuneração, que eu chamo de “Remuneração virtual por hora”.

A Remuneração virtual por hora é o valor total de remunerações que você recebe por hora inclusive:

  • salário
  • bônus
  • plano de saúde
  • reembolso inflacionado de despesas de viagem
  • suprimentos de escritório roubados
  • prêmio por milhas voadas
  • café
  • biscoitos
  • jornais e revistas
  • chamadas telefônicas pessoais
  • internet
  • correio eletrônico pessoal
  • uso da impressora a laser para o seu currículo
  • fotocópias grátis
  • treinamento para o seu próximo emprego
  • baia usada como ponto de venda a varejo

P. 96 e 97

Como vocês podem ver tudo o que o autor coloca em seu livro é pura graça e exagero, mas não fogem da realidade, rs. Se antes eu já indicava as tirinhas do Dilbert, hoje indico mais ainda, principalmente para quem está envolvido no mundo corporativo.