Interferências | Connie Willis | Suma

WILLIS, Connie. Interferências. Rio de Janeiro: Suma, 2018. 463p.

Connie Willis é uma escritora norte americana nascida em 1945 e já ganhou dezenas de prêmios por suas obras publicadas no gênero de ficção científica. Interferências é um dos seus livros mais recentes, foi publicado em 2016 e chegou ao Brasil em 2018 pela editora Suma.

Interferências é uma comédia romântica com uma pitadinha de ficção científica, a premissa dele é que em um futuro próximo casais podem realizar uma cirurgia para implantar um EED que permite a troca de sentimentos entre parceiros. A questão é que o EED de Briddey não dá muito certo e ela se liga a um colega de trabalho e a partir daí vem uma confusão só porque ela não tinha sentimentos por C.B. e ficou morrendo de medo de contar ao namorado que se ligou a um estranho.

A sinopse do livro já deixou claro que essa seria uma história bem levinha e divertida com um pano de fundo um pouco sci-fi, de fato as páginas voaram durante a leitura, mas achei que vários recortes desse livro foram desnecessários, muita enrolação e diálogo repetitivo, cenas alongadas sem propósito, como cena da biblioteca, tantas páginas para uma ação tão simples.

Sobre os personagens, achei a família de Briddey engraçada e ao mesmo tempo sufocante, a parte engraçada ficou a cargo de Maeve, a sobrinha super descolada de Briddey e da Tia Oona, uma devota dos costumes irlandeses. Por outro lado me pergunto se as intromissões da família da protagonista não seriam uma metáfora para uma família que lesse pensamentos, principalmente no quesito falta de privacidade.

O relacionamento de Briddey e Trent desde as primeiras páginas é tão sem graça que apesar do choque, não me surpreendi com o namoro e o lance do EED deles. E isso é uma questão a ser levantada porque para uma comédia romântica sci-fi o romance e a ficção científica mandaram lembranças.

Briddey em si é outro problema de personagem porque para uma executiva de uma grande empresa, ela é tão sem voz e se deixa levar por todo mundo, por vezes dava vontade de sacudir e dizer pra ela reagir. Na própria empresa, parecia que ela só sabia fugir das pessoas e remarcar reunião. Quando ela descobre os planos de Trent, ela fica tão ok que dá raiva. MULHER, REAGE!!

Mesmo com alguns pontos negativos, principalmente com o lance da verborreia, me diverti com essa leitura, é uma obra para passar o tempo, não há aqui grandes reflexões complexas, a autora apenas pincela sobre os males do excesso de comunicação, mas até isso ficou superficial ao longo de mais de 400 páginas!

Publicidade

7 comentários em “Interferências | Connie Willis | Suma

    1. Olá, Pam!

      Obrigada!!

      Ah, que legal, eu quero inserir mais fantasias nas minhas leituras, bem como ficção científica, acho que são dois gêneros que preciso conhecer mais.

      Verborreia é quando uma pessoa é prolixa demais, fala, fala e não acrescenta muita coisa, rs.

      Até mais.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s