Cristianismo puro e simples | C. S. Lewis | Thomas Nelson

C.S. Lewis se propõe a escrever sobre a essência do Cristianismo, não tocando em assuntos polêmicos, pois o seu intuito é apresentar o Cristianismo e não gerar debates sem fim. Inclusive ele menciona que não se sente confortável em falar sobre controle de natalidade porque ele não é mulher, bastante sensato, não?!

O autor serviu na 1° Guerra Mundial, o que o inspirou a falar sobre sofrimento e dor para os soldados da 2° Guerra e resultou em um convite da BBC para apresentar palestras sobre a fé cristã, o programa durou de 1942 até 1944 e deu origem ao livro “Cristianismo puro e simples”, composto por quatro livros.

Logo nos 2 primeiros capítulos é abordado o tema da moral humana, algo que quase não paramos para pensar no nosso cotidiano, talvez por acharmos que ao tomar as decisões que julgamos corretas, já estamos fazendo o bem e o moralmente correto. Porém, há uma distinção entre o que eu acho correto e o que é moralmente correto, como exemplo disso o autor utilizou o caça às bruxas, em que segundo a crença da época, o mais sensato era se livrar das bruxas, mas será que era moralmente correto queimar pessoas? As vezes (muitas vezes) as pessoas se perdem em suas crenças e com isso, a capacidade de discernimento vai junto.

Logo depois, C. S. Lewis começa a tecer uma espécie de introdução sobre Deus, relaciona a Lei da Condição Humana e Moral a esse ser sobrenatural, fechando o primeiro livro com o consolo proporcionado pelo cristianismo e como ele deve ser alcançado por meio da busca pela verdade, pois se você procura primeiramente por consolo, só achará desespero.

A partir do 2° livro, começamos a conhecer mais sobre o Cristianismo em si por meio de diversas analogias e de situações contadas por Lewis. O livro 3 é uma espécie de aprofundamento que trata sobre a conduta cristã e a relaciona à moralidade abordada lá no primeiro livro, ou seja, este é um livro que vai se formando como tijolos formam uma parede.

É interessante notar que mesmo não tendo sido escrito nos dias de hoje, o autor é bastante aberto a diversas questões sem abrir mão de sua fé, por exemplo, ele fala de pessoas que estão em um relacionamento ruim e há traição, qual a necessidade de você prometer diante de Deus que irá honrar a pessoa com quem se você casou sabendo que continuará nessa situação?! Por que piorar o seu estado e só aumentar o número de coisas sobre as quais você precisará pedir perdão à Deus?

O livro 4 é um fechamento que aborda os preceitos da doutrina cristã, para quem quer se aprofundar ainda mais sobre o assunto, como eu disse, esse livro é uma crescente que vai se estruturando aos poucos.

Ao final das contas, Lewis consegue falar sobre a humanidade e o cristianismo sem aquele que de catequese, ele apresenta os fatos em que acredita e como isso interfere diretamente no comportamento das pessoas. Interessante que esse título consegue extrair a essência do livro com perfeição porque se você seguir o que tem aqui, estará seguindo os passos de Cristo de maneira aberta e simples, sem todas aquelas condenações de fogo do inferno e não pode isso e aquilo outro ou que te promete mundos e fundos, é mais um evangelho que de abraça e ama.

Gostei MUITO de ler esse livro e eu quero relê-lo em breve, fazer um projeto de leitura para estudá-lo e esmiuçar cada parte dele aqui. Diria que é uma leitura essencial aos cristãos e, ainda, indico aos não cristãos que se interessam pelo assunto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s