Mangá | Assim falou Zaraustra

manga assim falouLi esta adaptação da obra de Nietzsche antes mesmo de ler o original, então não tenho como comparar as duas versões (se saiu muito do escopo do clássico ou qualquer outra informação do tipo).

A experiência límpida com o mangá, sem conhecimento prévio da história, me proporcionou um aproveitamento muito bom. Percebe-se a simplicidade da linha narrativa, porém com grande reflexão filosófica.

Conta-se a história de uma família cristã, onde o pai é pastor e sustenta a esposa e os filhos a partir das ofertas arrecadadas pela igreja. O rumor de que um dos filhos do casal é adotado toma força e leva a um desequilíbrio emocional do núcleo familiar. O jovem Zara sai de casa em buscas de respostas às suas indagações e acompanha Salomé, que lhe apresenta a lei do eterno retorno. A partir daí os questionamentos filosóficos sobre  Deus e a igreja se fortalecem.

Aqui aparece a famosa frase de Nietzche “Deus está morto”. A explicação para a “morte” de Deus faz-se a partir das atitudes humanas, onde estaria Deus diante de tanta iniquidade e maldade na face da Terra? A essência da caridade tão pregada pelo Cristianismo se esvaiu ao longo dos anos e a avareza tomou conta dos lares. Os princípios básicos pregados pela doutrina foram deturpados pelas pessoas e, aos poucos, sufocaram a Deus com Ego humano. Ou seria Deus apenas uma criação do próprio ego humano para sentir-se especial?

O estilo do desenho é muito bonitinho, o que achei estranho foi ler uma edição de mangá no sentido ocidental, da direita pra esquerda.

Um comentário em “Mangá | Assim falou Zaraustra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s