Asiáticos podres de ricos | Kevin Kwan |Record

KWAN, Kevin. Asiáticos podres de ricos. Rio de Janeiro: Record, 2018.

ASIATICOS_PODRES_DE_RICOS_1519738179760479SK1519738180BAsiáticos podres de ricos traz a história do casal Nick e Rachel, professores universitários que estão namorando há uns dois anos e resolvem viajar para Cingapura para o casamento do melhor amigo de Nick. O que Rachel não esperava era que a família do namorado fosse estupidamente rica.

O livro é dividido em três partes, sendo a primeira concentrada na vida do casal antes da viagem e em demonstrações isoladas para que o leitor possa conhecer os personagens secundários que terão mais relação com os protagonistas, a parte dois conta sobre a chegada de Rachel e Nick à Cingapura e como Rachel foi se dando conta de onde estava se metendo, pois nunca havia conjecturado tamanha riqueza para uma família só. Na terceira e última parte se desenrola os embates sobre família-riqueza-sentimentos.

Cada capítulo do livro é destinado a um personagem da história, então podemos observar a perspectiva de todos eles, o que deixa a narrativa mais descontraída e a passagem de tempo mais rápida e dinâmica.

O romance do casal principal é meio morno, apesar de toda a paixão descrita entre Nick e Rachel, a concretização do relacionamento dos dois não me convenceu muito. Fiquei mais interessada no casal secundário Astrid e Michael do que no principal. Mais vale acompanhar as fofocas e mesquinharias das famílias podres de ricas do que o relacionamento dos protagonistas.

Interessante notar como o autor trabalha essa questão de riqueza e poder. Seja por uma visão meritocrática ou o clichê de como os ricos se relacionam com os pobres ou a visão que os pobres possuem sobre os ricos. Para ilustrar essas três concepções:

1. Os não nascidos em famílias ricas precisam trabalhar mais e se doar mais para ter pelo menos a chance de ser bem visto em seu meio.

“Nunca se esqueça de que somos Hainan, filho. Somos descendentes de criados e pescadores. Sempre teremos que trabalhar com mais afinco para mostrar o nosso valor.” Kindle

2. Os ricos menosprezam os pobres e estes, por sua vez, acham que a educação está atrelada ao fato de ter muito dinheiro.

“Só porque algumas pessoas precisam trabalhar para ganahar dinheiro não significa que sejam inferiores a você.” Kindle

3. Quando Rachel conta para a mãe sobre o quão rica é a família de Nick, ela responde:

“-Sabe, eu já desconfiava disso há um bom tempo. Ele é tão educado… Dá pra ver só pelo jeito como ele se comporta no jantar.” Kindle

O que a mãe da Rachel não imagina é que a mesma família que criou Nick para ser esse bom moço é a mesma que menospreza e humilha sua filha devido a sua pouca condição financeira e falta de linhagem abastarda. Obviamente ter dinheiro não é sinônimo de boa educação, você pode até pagar as melhores escolas e ensinar as regras de etiqueta vigentes, mas o relacionamento interpessoal e o respeito não se compra, se constrói aos anos.

Alguns detalhes do livro me incomodaram um pouco, como o anacronismo de usar o termo “bullying”  em um flash de diálogo que aconteceu em 1986, ou a piada ridícula sobre uma mulher não se afogar porque tem silicone nos seios.

Asiáticos podres de ricos é um romance cheio de intrigas, fofocas, segredos e reflexão sobre condição financeira. Um livro de narrativa leve para se descontrair, não é um dos melhores livros da vida, mas é divertido.

Publicidade

2 comentários em “Asiáticos podres de ricos | Kevin Kwan |Record

  1. Oies! O livro não me interessou muito, mas o filme eu até que gostei bastante, cada detalhe de Cingapura, mostrando os lugares e a culinária, fora as lindas cenas da cerimônia do casamento ❤ Talvez se eu tivesse lido o livro não teria ficado tão apaixonada por essas imagens que o livro não consegue transportar.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s