Qual a tua obra? | Mario Sergio Cortella

CORTELLA, Mario Sergio. Qual a tua obra? Inquietações propositivas sobre Gestão, Liderança e Ética .25° ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2017.

Impossível não conhecer Cortella ou não ter ouvido ainda alguma de suas observações sobre a vida contemporânea, seja numa entrevista ou em um vídeo que algum professor usou em sala. Ele é muito considerado atualmente pelas reflexões sociais que faz, um filósofo da atualidade.

Pelo subtítulo de Qual a tua obra? parece que esse livro é voltado apenas para pessoas que exercem cargos de liderança, mas não é bem assim. Os assuntos abordados por Cortella se encaixam perfeitamente na vida de qualquer trabalhador, seja sobre o descobrimento da sua obra ou os dilemas éticos.

E é nesses dois extremos do livro que vou me deter. Achei muito interessante essa ideia de você descobrir a sua obra. Eu, como trabalhadora comum que não exerce nenhum cargo de liderança, sempre tive episódios de insignificância operária, momentos em que não via sentido algum no que estava fazendo, apenas operava para receber o meu ordenado ao final do mês. Depois que li esse livro percebi que eu melhorava e me dedicava mais ao trabalho quando eu conseguia vislumbrar essa “obra”.

“A espiritualidade no mundo do trabalho é necessária. O que é espiritualidade? É a sua capacidade de olhar as coisas não com um fim em se mesmas, que existem razões mais importantes do que o imediato. Que aquilo que você faz, por exemplo, tem um sentido, um significado.” P. 13

Conseguir enxergar qual é a sua obra é muito importante para a sua dedicação, pois a partir daí você vai buscar a formação continuada, investir em empresas que invistam em você e retornar a significância que o trabalho trouxe para a sua vida.

Os dilemas éticos não acontecem apenas ao nível estratégico de uma empresa, em que o empresário precisa decidir se entrará ou não em determinado esquema para aumentar os seus lucros. Esses dilemas estão presentes também na vida dos colaboradores em todos os níveis, vejam só a atitude um um funcionário de desviar materiais de escritório, como canetas e clipes, bem como de beneficiar a uns no atendimento são exemplos de dilemas éticos rotineiros os quais quase nunca são tomados para reflexão, mas deveriam.

“A ética é um conjunto de princípios e valores que você usa para responder as três grandes perguntas da vida humana: Quero? Devo? Posso? P. 104

Todas as pessoas que trabalham poderiam ler esse livro e concluí-lo sentindo-se um colaborador melhor, determinado a dar o melhor de si para auxiliar em sua obra. É uma leitura muito rápida, cheia de exemplos reais e de ensinamentos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s