Sobre o conto | História do demoníaco Pacheco, de Jan Patocki

PATOCKI, Jan; História do demoníaco Pacheco. In: CALVINO, Italo (Org.); Contos fantásticos do século XIX. 7° ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

contos fantásticos

Sabe aquela sensação estranha de que você estava sonhando, acha que acordou, mas na realidade entrou em outro sonho e dessa vez está consciente de que você não está acordado?! Super esquisito, né?!

Foi exatamente isso que O demoníaco Pacheco me fez lembrar.

O protagonista da narrativa, Alphonse van Worden, acorda ao lado de dois cadáveres, o que é difícil de acreditar para qualquer pessoa, ainda mais para um oficial da armada napoleônica, então ele tenta lembrar onde esteve na noite passada e o que  fizera para encontrar-se agora em estado tão deplorável.

Ao buscar refazer seus passos, depara-se com a história do estranho Pacheco, que tinha um olho vazado e sua língua pendia da boca. Teria Pacheco sido tomado pelo demônio ao entrar em contato com os cadáveres dos irmãos De Zoto ou ao entregar-se a uma noite de amor com duas irmãs?!

A história revela-se dentro da história principal e se entrelaça de maneira bizarra. O macabro aqui é ressaltado pelas relações entre amor e morte, bem como pelo inesperado e assustador.

O final do conto fecha em forte ligação ao início, tornando-se uma cobra que engole o próprio rabo, daí a relação com o sonho dentro de um sonho consciente. Já imaginei como a história terminaria, mas mesmo assim o conto não perdeu seu tom assustador.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s