Sou fruto do que a cultura pop me proporciona

Enquanto eu estava no corredor da tentação da Riachuelo (entenda corredor da tentação como aquele mini labirinto cheio de produtos em que você caminha lentamente até chega ao caixa), fiquei ensandecida com a quantidade de itens legais e “baratinhos” que tinha ali. Fones de ouvido da mulher maravilha, porta óculos do Harry Potter, lancheira do Star Wars, dentre diversos outros produtos inspirados nos personagens dos filmes atuais e retrô que estão na moda.

Itens tão baratinhos que fui pegando aos poucos e quando me dei conta estava com cinco produtos em que a soma já chegava próximo a R$ 100,00, refleti, então, o que eu realmente queria, para diminuir aquela quantidade. Primeiro pensei na utilidade dos produtos, o que eu realmente iria utilizar no meu cotidiano, descartei os mini pegadores do Star Wars que só serviriam para ocupar espaço na minha gaveta porque com certeza eu morreria de pena de usá-los. Logo em seguida parei para pensar nos personagens que realmente tinham relação com a minha personalidade, os que eu realmente me inspiravam.

Essa rápida seleção me deixou em choque ao perceber que nenhum desses itens eu realmente precisava. Tenho bolsinhas, fones de ouvido, lancheira, garrafinha na medida do que preciso em casa, então para que eu levaria mais um? Se por causa de uma figura que eu gosto, qual a lógica de levar para casa? Eu não preciso de um objeto com uma figura para me lembrar que eu gosto de uma saga, eu apenas gosto e me identifico com ela por N motivos.

Meu consumismo me levaria a comprar quase cem reais em produtos que eu não estou precisando só por causa de personagens da cultura pop que eu gostei de assistir. Sério, cem reais em livros me levaria a universos incríveis e me proporcionaria muito mais diversão do que a garrafinha da Corvinal e a bag do Darth Vader.

Nesse mesmo dia comprei marcadores de página em tecido da Frida Kahlo e do símbolo do feminismo, fiz as mesmas indagações e cheguei a conclusão de que os marcadores eram realmente úteis, pois eu usaria com frequência. Sobre as imagens que estão em “alta”? Ambas me trazem mensagens de determinação, luta e coragem, não são apenas figuras vazias.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s