Mudança, do Mo Yan

Mo Yan recebeu o nobel de Literatura no ano de 2012, não conheço outras publicações do Mo, mas creio que seja bastante injusto conceber uma opinião sobre sua escrita com base em um pequeno livro de memórias.

O livro em si justifica o seu título, o escritor traça uma linha entre a sua vida pessoal e a política na China, mas de maneira sutil, relata causos engraçados e marcantes em sua vida ao mesmo tempo em que situa o leitor no quadro social da época. Embora tenha muito do autor aqui, o livro é tão curtinho que não chega nem a ser uma biografia.

Mudança é composto por oito curtos capítulos e permeia  a evolução do jovem filho de camponeses que entrou para o exército, mas nunca deixou de lado sua paixão pelas palavras, demonstra seu autodidatismo e dedicação para com os estudos e ao final torna-se um escritor conhecido na China.

A obra resulta de um texto encomendado por Tariq Ali (autor de The idea of Communism), não me arrebatou, nem me comoveu, serviu para apresentar algumas características da China, que por vezes nos parece ser tão impenetrável. A escrita é descontraída e  informativa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s