Outubro Rosa- Vamos além dos lacinhos

Para quem ainda não conhece, o Outubro Rosa é uma campanha pela conscientização da importância da prevenção, por meio da mamografia e do autoexame, do câncer de mama. O símbolo mais coimages-1nhecido é o lacinho cor de rosa, mas muitos prédios usam faixas e iluminações para representar o apoio à campanha.

É muito importante ressaltar que apesar de a cor rosa ser o símbolo da prevenção do câncer de mama, a doença não se restringe apenas às mulheres, uma baixa porcentagens de homens também podem desenvolver esse tipo de carcinoma.

A Femama (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama) luta, desde 2018, pela propagação do Outubro Rosa no Brasil por meio de ficinas e palestras. O movimento teve início em 1990 com a Primeira Corrida pela Cura, em Nova York, e chegou ao Brasil em 2002 com a iluminação rosada no Obelisco do Ibirapuera.

A grande maioria das empresas demostram seu apoio ao Outubro Rosa decorando sua faxada com faixas e luzes cor de rosa e distribuindo lacinhos em broches para que os colaboradores e clientes também entrem no movimento.

A questão é que só andar com lacinhos para representar apoio não é suficiente para incentivar a prevenção do câncer de mama. A promoção de palestras para conscientizar sobre a importância de realizar a mamografia anualmente e o ensino de como fazer eficazmente o autoexame mensal é essencial, principalmente se divulgado nas empresas, pois podem incitar aos colaboradores o cuidado com as mamas. Ainda há muitas mulheres que não se tocam por não saber os passos do autoexame, não saber o que procurar e nem conhecem direito a própria mama.

Usar o lacinho é muito significativo, mas beleza sem ação não traz resultado. Converse com suas amigas do trabalho, compartilhe panfletos ensinando a realizar o autoexame, pois a detecção precoce do câncer de mama é a melhor saída para a cura.

Então, só para lembrar:

  • Mulheres acima de 40 anos devem fazer a mamografia anualmente;
  • Pacientes de risco devem ser acompanhadas desde a puberdade;
  • São pacientes de risco as mulheres com histórico de câncer de mama na família.

Prevenção é o melhor caminho para a cura. 

Anúncios