Eu Li: O Orfanato da Srta Peregrine Para Crianças Peculiares

o_orfanato_da_srta_peregrine__1439930389277440sk1439930389bEu queria ler esse livro antes da estreia de sua adaptação cinematográfica, filme dirigido por Tim Burtton, então apelei para o e-book e antes mesmo de concluir a leitura já havia garantido o segundo volume da série no meu tablet. Rs

O Orfanato da Senhorita Peregrine é um dos livros voltados para o público jovem mais vendido atualmente e não é por menos, a estória é envolvente e mágica. Conhecer os peculiares é uma experiência ímpar, ainda mais quando se tem várias fotos para ilustrar pessoas tão especiais.

A estória é contada por Jake, um jovem que tinha uma ótima relação com o seu avô (sempre cheio de estórias fantásticas), mas após presenciar algo muito estranho envolvendo a morte de seu estimado herói de família o jovem pensa ter enlouquecido e tenta esquecer tudo relacionado ao ocorrido.

Como um chamado, Jake vai atrás de respostas na esperança de entender tantas incógnitas deixadas por seu avô e aporta em uma ilha tão sem graça e tão no meio do nada que é até difícil acreditar que haveria algo ali. Mas Jake esbarra em crianças com poderes especiais escondidas numa fenda no tempo e coordenadas por uma brava mulher que se transforma num falcão peregrino.

Como livro introdutório o Orfanato da Sta. Peregrine foi fantástico, apresentou seus personagens sem tornar a estória enfadonha, envolveu o leitor numa atmosfera totalmente nova de maneira tão natural que do meio para o fim do livro é possível se perguntar se essas fendas no tempo realmente não existem, principalmente quando o autor faz referências às antigas apresentações bizarras de circos e como isso era usado para camuflar os peculiares.

As fotografias distribuídas ao longo do livro é outro fator que encanta e aproxima o leitor, pois todas as imagens usadas vieram de colecionadores reais.

page
Os Peculiares em fotografias reais. Imagem do Blog da San

Mesmo com essa premissa bem “X man” (pessoas com poderes em uma casa sob a tutela de um responsável) o livro não se torna apelativo para conseguir leitores, então nada de preconceitozinho bobo, em?!

Anúncios